Conecte-se Conosco

Notícias

Governo lança Plano de Desenvolvimento para o Vale do Jequitinhonha

Publicado

em

Capelinha MG – Foto César Paranhos

Iniciativa define conjunto de estratégias que visam nortear ações voltadas para o desenvolvimento dos territórios do Alto e do Médio/Baixo Jequitinhonha

O Governo de Minas Gerais, por meio da Fundação João Pinheiro, lançou o Plano de Desenvolvimento para o Vale do Jequitinhonha (PDVJ) para os Territórios do Alto e do Médio/Baixo Jequitinhonha,realizado em parceria com a Cemig Geração e Transmissão S.A., financiadora da iniciativa.

De acordo com o presidente da FJP, Roberto Nascimento, o percurso metodológico de elaboração do plano envolveu ampla participação da população do Vale do Jequitinhonha, por meio de oficinas realizadas na região com órgãos representativos da comunidade, das administrações municipais e do público em geral.

“O plano contemplou a análise das demandas apresentadas pela população do Vale durante os Fóruns Regionais. O estudo se insere, desde a sua concepção, como elemento de planejamento e ação governamental”, ressaltou, na solenidade de lançamento.

Plano

Com o objetivo de definir um conjunto de estratégias que visam nortear ações voltadas para o desenvolvimento dos territórios do Alto e do Médio/Baixo Jequitinhonha, as propostas do plano foram organizadas em cinco eixos de intervenção: recursos hídricos, desenvolvimento produtivo, desenvolvimento social, infraestrutura econômica e gestão municipal.

Composto por seis volumes, o PDVJ abrange Estratégias e Ações; Demografia e atividades econômicas principais: estudos de base; Diagnósticos Propositivos dos setores produtivo, social, de infraestrutura econômica e de gestão municipal; e o registro técnico e documental das Oficinas Participativas realizadas desses Territórios de Desenvolvimento. Além destes volumes, foi também produzido um almanaque de divulgação.

O processo de elaboração do Plano envolveu o esforço de rever cuidadosamente estudos e planos prévios, incorporar práticas participativas e propor ações com chances reais de implementação por parte do governo estadual.

De acordo com a coordenadora do PDVJ, Maria Luiza de Aguiar Marques, a estruturação de um sistema de governança capaz de promover a convergência entre os agentes implementadores e a sociedade em torno de seus objetivos e ações é fundamental para o sucesso da iniciativa.

“É necessário definir mecanismos e espaços que permitam a discussão permanente das ações propostas, a eleição de prioridades e seu alinhamento aos programas e às ações em curso nos diversos órgãos das três esferas de governo”, observou.

Perfil

Os territórios do Alto e do Médio/Baixo Jequitinhonha são constituídos por 59 municípios e somam uma população de aproximadamente 770 mil pessoas, das quais 38% vivem no meio rural, percentual duas vezes maior do que o observado para o estado. Em termos econômicos, respondem por 1,3% do PIB mineiro.

Ambos os Territórios têm como característica a baixa disponibilidade de recursos hídricos e a dependência econômica do setor serviços, da administração pública e da agricultura familiar.

A indústria tem participação muito pequena no Alto e Médio/Baixo Jequitinhonha, especialmente no subsetor de transformação, que sofre com o relativo isolamento da região, com as lacunas de infraestrutura e com a falta de mão de obra qualificada.

Por outro lado, houve avanços na área social nas últimas décadas com a institucionalização dos sistemas de saúde (SUS), de assistência social (SUAS) e de educação. Outras importantes características dos dois territórios são a riqueza do patrimônio e das manifestações culturais; populações com forte senso de pertencimento e potencial para a mobilização social; e a intensa atuação de instituições da sociedade civil, muitas delas voltadas para projetos sociais.

FONTE: AGÊNCIA MINAS

Continue Lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Educação

Programa vai selecionar professores de Língua Inglesa para curso de aperfeiçoamento nos EUA

Publicado

em

De

Foto divulgação

Documentos devem ser enviados para a Secretaria de Estado de Educação (SEE) até o dia 2 de março deste ano

Professores que atuam no Ensino Médio em escolas públicas interessados em participar de um curso de cinco meses nos Estados Unidos podem se inscrever para participar do Programa de Aperfeiçoamento para Professores de Língua Inglesa (Fulbright Distinguished Awards in Teaching Program for International Teachers – DAI).

Os interessados têm até o dia 2 de março deste ano para enviar toda a documentação para a Secretaria de Estado de Educação (SEE), para o e-mail katia.borges@educacao.mg.gov.br.

A iniciativa tem duração de um semestre acadêmico em uma universidade americana e inclui aulas e treinamento intensivo em metodologias de ensino, planejamento de aula, estratégias de ensino, liderança, e também no uso de tecnologias em educação.

Para participar da iniciativa, o candidato deve ser professor de inglês do ensino médio na rede pública do Brasil; dispender atualmente 50% do tempo de sua carga de trabalho em sala de aula lecionando língua inglesa; possuir, no mínimo, bacharelado ou licenciatura em inglês; ter, no mínimo, cinco anos de experiência comprovada em sala de aula; ter fluência oral e escrita em inglês – apresentar comprovante de proficiência em língua inglesa, entre outros.

O programa nos Estados Unidos acontecerá entre os meses de janeiro e maio de 2019 e incluirá também um estágio supervisionado em uma escola de ensino médio para que os participantes possam interagir e praticar seus novos conhecimentos com colegas de profissão e alunos nos Estados Unidos.

Documentos necessários para inscrição:

– Formulário de inscrição editável;
– Modelo de currículo resumido;
– Carta de recomendação da Secretaria de Educação;
– Formulário de licença com vencimentos.

Outras informações:
Assessoria de Comunicação Social da Secretaria de Estado de Educação de Minas Gerais
Telefones: (31)3915-3670 /  (31) 3915-3671

Fonte: AGÊNCIA MINAS

Continue Lendo

Esporte

Capivari estreia neste domingo(25) na Copa União dos Vales

Publicado

em

De

Escudo Capivari

O Capivari recebe neste domingo (25/02/2018), as 16 horas, no estádio Newton em Capelinha, a equipe do Atalanta de Malacacheta na primeira rodada da Copa União dos Vales.

Único representante do futebol Capelinhense na Copa, o Capivari ficou no grupo E, junto com  Atalanta(Malacacheta), Franciscópolis e Angelândia.  No elenco que disputará a competição pelo Bri, estão: Peleleu, Serguei, Leandrinho e Lontra.

Os ingressos para o jogo de estréia do Capivari estão sendo vendidos a R$5,00 na Academia Sport Fitness, Malhas Eiff e Locadora Winfox.

A COPA

Apontada como uma das principais competições do norte mineiro, a Copa União dos Vales reunirá um total de 19 clubes de diferentes cidades do Vale do Jequitinhonha, Rio Doce e do Mucuri, sendo elas: Itambacuri, Ouro Verde, Novo Cruzeiro, Ladainha, Setubinha, Caraí, Novo Oriente de Minas, Crisólita, Águas Formosas, Pavão, Teófilo Otoni, Poté, Itaobim, Frei Gaspar, Malacacheta, Franciscópolis, Angelândia e Capelinha. A copa terá a sua primeira fase disputada em grupos, onde as três primeiras equipes melhores colocadas mais a quarta melhor classificadas entre os quatro grupos  passam para a segunda fase.

OS JOGOS DO BRI 

25/02/2018(domingo) – 16:00 H – Capelinha = Capivari X Atalanta

03/03/2018(Sábado) – 18:00 H – Angelândia = Angelândia X Capivari

11/03/2018(Domingo) – 16:00 H – Capelinha = Capivari X Franciscópolis

18/03/2018(Domingo) – 16:00 H – Malacacheta = Atalanta X Capivari

24/03/2018(Sábado) – 19:00 H – Capelinha = Capivari X Angelândia

08/04/2018(Domingo) – 16:00 H – Franciscópolis = Franciscópolis X Capivari

Clique aqui e confira a tabela completa.

 

Continue Lendo

Notícias

Nanuque passa a ser atendida pelo Voe Minas Gerais

Publicado

em

De

O Governo de Minas Gerais, por meio da Companhia de Desenvolvimento Econômico de Minas Gerais (Codemig) e da Secretaria de Estado de Transportes e Obras Públicas (Setop), inicia uma nova fase do projeto Voe Minas Gerais. A cidade de Nanuque, no Vale do Mucuri, passa a ser atendida.

Guaxupé, no Sudoeste do Estado, está em fase de conclusão dos trâmites exigidos para inclusão da rota ao projeto e será adicionada posteriormente. A cidade de Ubá, na Zona da Mata, não apresentou procura e média de ocupação suficientes para sustentar a manutenção da rota, tendo sido retirada nesta nova etapa.

Nanuque, próxima da divisa de Minas Gerais com a Bahia e o Espírito Santo, tem quatro voos de ligação com a capital, via Teófilo Otoni. Às segundas e quartas à tarde, a aeronave deixa BH com destino ao Vale do Mucuri, para retornar às terças e quintas, pela manhã. O voo tem duração total de duas horas e quinze minutos. O percurso terrestre exige, em média, dez horas. As passagens são comercializadas a R$ 700,00.

A também limítrofe Guaxupé, na divisa com o estado de São Paulo, terá seis voos semanais de ligação com o Aeroporto da Pampulha, em Belo Horizonte, passando pela vizinha Passos. Os voos acontecerão às segundas, quartas e sextas, saindo da capital pela manhã e retornando à tarde.

A rota será realizada em duas horas, enquanto o trajeto de carro leva em torno de seis horas. Os bilhetes serão vendidos por R$ 530,00 (segunda e quarta) e R$ 550,00 (sexta). O município será incluído assim que finalizados os procedimentos necessários à habilitação da cidade para inserção no Voe Minas gerais.

Além dos novos destinos, outros aspectos da malha foram reformulados. Um mesmo voo pousará em Viçosa, Manhuaçu e Caratinga, otimizando o atendimento à região Leste, que passa a ter voos de ligação com Belo Horizonte em todos os dias úteis. O atendimento a Poços de Caldas, Varginha e Pouso Alegre também foi consolidado em uma mesma rota, ligando a região Sul à capital com voos em três dias da semana.

O Voe Minas Gerais é uma iniciativa de fomento ao transporte aéreo regional que tem como fundamento a flexibilidade das rotas, que são desenvolvidas e adaptadas para atender às necessidades locais. Um dos objetivos principais do Voe Minas Gerais é estimular os negócios e o turismo, aproveitando a infraestrutura aeroportuária pública já disponível no Estado.

As passagens podem ser obtidas pelo site do projeto, www.voeminasgerais.com.br, ou pelo aplicativo MG App (disponível gratuitamente na Play Store e na Apple Store).

Voe Minas Gerais

O Voe Minas Gerais foi lançado em agosto de 2016. Os voos são realizados em aeronaves Cessna Grand Caravan 208 B, que transportam até nove passageiros. O valor das passagens varia de R$ 130 a R$ 800, de acordo com a distância percorrida.

Os 17 municípios atendidos atualmente são: Almenara, Araçuaí, Araxá, Belo Horizonte, Caratinga, Diamantina, Guaxupé, Manhuaçu, Nanuque, Paracatu, Passos, Patos de Minas, Poços de Caldas, Pouso Alegre, Teófilo Otoni, Varginha e Viçosa.

O projeto busca fomentar os negócios locais, desenvolver o turismo, integrar as diversas regiões do estado e facilitar o deslocamento da população entre o interior e a capital, Belo Horizonte, permitindo que tenham acesso rápido a eventos e serviços disponíveis.

Para Minas Gerais, que possui uma área total de quase 600 mil quilômetros quadrados, o investimento na regionalização por meio do transporte aéreo é estratégico para atender a meta de redução das desigualdades nos 17 territórios de desenvolvimento estabelecidos pelo Governo do Estado.

FONTE: Agência Minas 

 

Continue Lendo

Em Alta

%d blogueiros gostam disto: